Relacionamento

Falta de Desejo Sexual

Ola minhas amigas do Mundo da Mulher, hoje gostaria de falar sobre a falta de desejo sexual que as vezes nos atingem. Sabe aquele dia em que você terminou todos os seus afazeres, os bebes foram dormir sem dar trabalho, e ao seu lado está o maridão, ou o namorado que você tanto ama, cheiroso e sempre cheio de desejo, e a única coisa que pensamos é, vou dormir!

Se você como eu, já passou por isso, precisa saber ! Você não está sozinha!

Foi divulgada uma pesquisa pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo por meio do Cresex (Centro de Referência e Especialização em Sexologia) do Hospital Pérola Byington, que 48,5% das mulheres sofrem de disfunções sexuais, de falta ou diminuição do desejo sexual, dor durante as relações sexuais ou dificuldade para atingir o orgasmo.  Foi feita uma pesquisa com 455 mulheres, a porcentagem minima tem origem orgânica apenas 13% dos casos, considerado uma imensa minoria.

Tirando os problemas de origem orgânica que levam a esses problemas, também pensamos em aspectos socioculturais que afetam nossa sexualidade.

Quando crescemos e nos tornamos mulheres, somos incentivadas a casar e procriar. temos dentro da família na maioria das vezes, o papel de cuidadora e responsável pelo bem-estar de todos,  uma cultura (parece) que vem de nossas avós, com o diferencial que hoje muitas de nós trabalhamos fora pra ajudar no sustento da casa.

Estamos muitas das vezes tão cansadas, que passamos a enxergar nosso parceiro como parte de nossas funções e obrigações, e não como um maridão atraente, passamos a ter uma visão nada sexual, isso também implica na falta de paciência e habilidade deles, para despertar nosso prazer. Parecem que sempre esquecem que a relação sexual, é entre as duas pessoas, e que uma delas (nós mulheres), somos bem diferentes deles.

“Assumir toda a responsabilidade por uma vida sexual pouco satisfatória é supor, erroneamente, que o sexo é algo dissociado das outras áreas da vida.” – Dr. Drauzio Varella

 

Pra ajudar, revistas e programas femininos só nos aumentam aquela sensação horrível de sermos culpadas por não apimentar nossa relação, nos dizendo a necessidade de sermos criativas para isso, como se não fosse necessário antes o desejo sexual, ou vice-versa.

perda-desejo-sexual

Mas como podemos fazer isso então Carol? você pode estar se perguntando nesse momento.

Antes de mais nada, precisamos nos livrar da culpa e ter a certeza que somos merecedoras desse prazer sexual, ele não pertence somente aos homens, mas quando nos conscientizamos que somos merecedoras, nos tornamos poderosas quanto a isso.

Precisamos dissociar nossa relação conjugal como obrigação e algo que faça parte de nossas obrigações, e ver nossos maridões ou parceiros, como de fato o homem de nossas vidas, buscar neles o que nos agrada, e se necessário, buscar ajuda profissional, caso não consigamos.

Como abrir espaço para o desejo? Antes de tudo, é preciso se livrar da culpa e sentir-se merecedora do prazer sexual. É necessário dissociar a relação conjugal da vida cotidiana, tentar ver o homem como parceiro de fato na busca pelo que lhe agrada e, se preciso, buscar ajuda profissional.

 

 

Precisamos conhecer nosso próprio corpo e ver o que realmente ele é capaz de nos proporcionar na área sexual.

 

 

Clique aqui para comentar

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Topo